/*------------------- Blogger Theme by Bruna Borges - © 2013 (HTTP://ENDSTONIGHT.TUMBLR.COM/) Não se inspire ou Copie. Base: Minina ------------------------ */

Next To You - Special end of the world with Bieber



















    Acordei com um sms de Justin:
"Ally, preciso falar com você, me encontre no mesmo
lugar de sempre.          Te amo."

     Já passava das 9horas, ontem meu pai dormiu tarde então provavelmente ainda esta dormindo com a mesma roupa do dia anterior, vou aproveitar a deixa e me encontrar com Justin.
Tomei banho e me vesti, peguei a primeira roupa que vi pela frente, não podia perder tempo. Abri a porta vagarosamente e segui para o prédio abandonado, nos fundos havia uma escadaria de incêndio, era lá que Justin e eu nos encontrávamos desde que meu pai descobriu que estávamos juntos, para ele Justin é só um garoto mais velho que eu e que não quer nada sério comigo, sei que isso não é verdade, Justin sempre estará comigo e me ama assim como amo ele.
     Olhei para cima com os olhos um pouco fechados por causa do sol, ele estava sentado na terceira escada e me olhava sorrindo, isso era bom, quero dizer, achei que ele tinha alguma notícia ruim por causa das palavras usadas no sms. Subi as escadarias correndo e olhando para baixo para não correr o risco de tropeçar, estava ansiosa, não sei porque, mais estava.

Justin: Hey!
Allyson: Oi -o beijei ainda ofegante.
Justin: Como conseguiu vir tão rápido?
Allyson: Meu pai ainda está dormindo, -me sentei ao seu lado.
Justin: Que bom -ele sorriu e fez uma pausa pensativo. Não sei porque ele me odeia, ele nem ao menos me conhece.
Allyson: Ele é grosso, e não vai mudar de ideia, já te disse isso, mais ele não vai conseguir nos separar.
Justin: Você é tudo que eu tenho, nada importa mais para mim do que você, não vou deixar que nada nos mantenha separados, eu te amo.
Allyson: Eu também te amo, você também é tudo que eu tenho, odiaria se um dia nos separarmos.
Justin: Seu sorriso é lindo, sabia? adoro ver você assim -abaixei a cabeça sorrindo sem graça.
Allyson: Também adoro ver você assim, feliz. -sorrimos um para o outro.
Justin: Tenho uma coisa para você -ele tirou uma correntinha do bolso e me mostrou.
Allyson: Para mim?
Justin: Sim -ele disse sorrindo.
Allyson: É lindo -puxei meu cabelo e o segurei enquanto ele colocava a correntinha em meu pescoço. Adorei, obrigada -beijei sua bochecha.
Justin: Aquele não é o seu pai? -ele perguntou olhando na direção do carro parado perto do beco, meu pai saia dele.

     Ouvimos seus passos subindo a escadaria, cada vez eles ficavam mais altos e pesados, me levantei, Justin me segurou pelo braço.

Justin: Onde você vai?
Allyson: Acredite em mim, é melhor você ficar aqui, não venha atrás da gente, vai ser pior.

    Desci as escadas correndo para que não corresse o risco de que meu pai subisse e fizesse alguma besteira. O encontrei e ele me puxou pelo braço bruscamente me causando dor e brigando comigo sem parar, meu pai me levou até o carro, olhei para o auto do prédio procurando Justin, entrei no carro e pude finalmente perceber o que estava acontecendo ao meu redor, o que era isso? Havia milhares de pessoas correndo descontroladamente e policiais tentando orientá-las. Assustada olhava tudo apenas pela janela do carro, meu pai olhou para mim pelo espelho retrovisor do carro.

- Você nunca mais vai ver ele! Entendeu?
     Chorei segurando minha correntinha contra o peito. Meu pai não entende o quanto amo Justin, será que ele acha que sua ideia de me levar para longe da cidade vai me separar de Justin e nos salvar de todo esse caos?
     Um homem passou correndo na frente de nosso carro e meu pai o atropelou, ele saiu do carro batendo a porta e xingando, abri a porta do carro e saí correndo sem direção, havia milhares de pessoas correndo na direção contrária á minha, um maluco estava segurando na janela de um ônibus e cantando, avistei o prédio onde Justin estava, corri em sua direção.

Justin

     Odiei ver aquele monstro fazer aquilo com Ally, subi para a parte mais alta do prédio, lá podia ver tudo que estava acontecendo nas ruas, me assustei ao ver o caos que havia ali, crianças choravam assustadas, pessoas correndo e carros descontrolados. Vi Ally entrando dentro do carro.
Nuvens negras cobriam o sol e de um dia ensolarado passamos para um dia repleto de caos, as pessoas brigavam umas com as outras, nunca pensei que esse dia que tantas pessoas temiam poderia chegar.
     Tudo que havíamos passado juntos, o dia que nos conhecemos, os passeios no parque, as brincadeiras, todos os dias em que nos encontrávamos neste mesmo lugar e passávamos horas falando sobre qualquer coisa passava pela minha cabeça.

  



     Não sabia que o nosso passeio de ontem seria tão importante quanto esta sendo agora, queria poder voltar no tempo e ter aproveitado ainda mais. A explosão de um carro fez com que me livrasse de meus pensamentos.
     Vi Ally atravessar a porta correndo em minha direção, desci do peitoril correspondendo ao lindo sorriso que havia em seu rosto, nos beijamos e era como se nada tivesse acontecendo ao nosso redor, como se no mundo existisse apenas e unicamente nós dois e mais ninguém.



-Autora-
Então meninas, espero que tenham gostado desse especial clipe, eu tentei ok? E apesar de não acreditar nessa coisa de fim do mundo, fiz essa #IB pra vocês que acreditam ou não, tanto faz, acreditando ou não no fim do mundo sei que dia 21 vou estar pensando no Justin/Kidrauhl.
Um beijo, sorte e até a próxima postagem (:

Beliebers School cap. 7




















Paula: Steffy?
Steffy: o que é?
Luana: só viemos te dar um recadinho.
Tayná: -pegou um prato com sopa- nunca mais faça nada nem com a Monikáh, e nem com nenhuma de nós -falei enquanto derramava a sopa espalhando pelo seu cabelo.
Lorrana: e nunca mais se mete com nenhuma de nós -ela derramou um molho na cabeça de Steffy.
Lavinea: porque se mexeu com uma, mexeu com todas -jogou suco na cara dela.

     Steffy estava mais que irritada, todos estavam voltados para ela, olhando e rindo. Nos viramos e fomos embora.

Mayara: pra onde nós vamos agora?
Paula: é verdade, não podemos voltar pro refeitório.
Luana: se a gente voltar acaba o efeito da briga.
Tayná: vamos na secretária pegar os papéis.

-Secretária-

xxxxx: Boa tarde, o que vocês desejam meninas?
Lorrana: a Pattie falou pra gente vir aqui assinar alguns papéis.
xxxxx: os da escolha das aulas?
Paula: sim, esses mesmo.
xxxxx: ah, esses a Pattie vai colocar no mural daqui á pouco, vocês passam lá depois e assinam.
Mayara: então tá, a gente passa lá mais tarde.
Luana: e agora? vamos pro quarto? -ela apoiou seu braço no balcão.
Lavinea: vamos, acho que eles já devem ter terminado de conversar né.

~Monikáh On

Monikáh: vai embora, antes que a sua namoradinha venha aqui te buscar.
Lucas: ela não é minha namorada -ele sentou ao meu lado na cama.
Monikáh: ah tá, e porquê ela te trata como propriedade particular dela?
Lucas: a gente namorava...
Monikáh: olha aí, tá vendo.
Lucas: mais foi por pouco tempo, não deu certo e a gente terminou.
Monikáh: a gente terminou ou VOCÊ terminou, por que ela não larga de você.
Lucas: ela sempre foi assim, quer mandar nas pessoas, só quer que façam o que ela manda, é por isso que terminei com ela.
Monikáh: e você ainda gosta dela?
Lucas: no começo eu gostava dela, mais depois já não era a mesma coisa, gosto dela só como amigo.
Monikáh: ah...
Lucas: você esta melhor?
Monikáh: não sei, preciso tomar um banho.
Lucas: tudo bem, já vou, depois a gente se fala -ele disse enquanto se levantava. Tchau.

Luana: ai meu Deus, o que foi que aconteceu aqui que o..
Monikáh: Lucas.
Luana: que o Lucas saiu todo feliz?
Monikáh: a  gente só conversou. Mas então, o que vocês foram fazer?
Tayná: nada.. rs
Monikáh: nada mesmo? vocês estão com cara de quem aprontou.
Tayná: ah tá bom, a gente foi se vingar da loira falsa, pronto, falei.
Monikáh: vocês foram mesmo? kkkk brigada por terem feito isso por mim, mais e se a gente for expulsa?
Lorrana: ninguém viu, só as Beliebers que estavam lá.
Tayná: e tenho certeza que elas não vão contar pra ninguém, de acordo minhas fontes, ninguém gosta dela e todo mundo adorou o que a gente fez kkkk.
Monikáh: que bom, seria horrível a gente ser expulsa por causa dela.
Paula: kkkk você tinha que ter visto, foi muito engraçado.
Lavinea: kkk foi mesmo, você perdeu. Ah, mais tarde a gente tem que passar no mural.
Monikáh: pra quê?
Mayara: escolher as aulas.
Monikáh: ah tá.

-Monikáh Off
~Justin On

Chaz: cê vai pra onde?
Justin: pra cozinha.
Chris: fazer o quê?
Justin: tomar alguma coisa.
Ryan: mas tem aqui no frigobar.
Justin: quero beber alguma coisa natural.
Chaz: tem água aqui.
Chris: vocês não perceberam que ele quer porque quer ir na cozinha.
Justin: já perdi até a vontade de ir, vocês ficam fazendo todo esse interrogatório.
Chaz: se você quer ir beber alguma coisa, pois vai, ninguém tá te impedindo.

     Se saí do meu quarto? Sim. Se fui direto para a cozinha? Sim. Beber alguma coisa era só uma desculpa? Sim, e isso estava na cara. E não, para minha infelicidade não estava na cozinha quem eu queria que estivesse, só Kenny e Alfredo.

Kenny: o que você veio fazer aqui?
Justin: nada, eu é que pergunto, o que vocês estão fazendo aqui? não falaram que tinham um monte de coisas importantes para fazer? -fui até a geladeira e peguei uma coca.
Alfredo: a Andréa fez brigadeiro pra gente -ele disse enquanto limpava o canto da boca sujo de brigadeiro.
Justin: ela fez ou vocês pediram pra ela fazer? -tomei um gole de coca ao terminar a frase.
Kenny: como assim? a gente não é esse tipo de pessoa, Justin.
Justin: conheço vocês muito bem, seus malas -peguei uma colher e meti na panela.
Alfredo: você veio ver ela?
Justin: não, tava procurando vocês.
Alfredo: pronto, já achou a gente, o que é que você quer?
Justin: vocês ficaram conversando e fizeram eu esquecer o que ia falar!
Kenny: mudando de assunto, quando é que você vai voltar?
Justin: eu? não sei -debrucei sobre o balcão ao lado deles. acho que vou ficar mais um tempinho aqui, ainda vou conversar com o Scooter sobre isso.
xxxxx: hey seus comilões, ainda estão aqui? ah, oi Justin -ela tirou a mão do bolso da calça e fez um tchauzinho.
Justin: oi Andréa, tudo bem?
Andréa: tudo, vocês podem continuar aí, vou fazer um bolo.
Alfredo: de quê?
Andréa: ainda não sei -ela vestiu o avental.
Justin: pode ser de chocolate?
Andréa: claro, vou pegar os ingredientes, já volto.

Kenny: "pode ser de chocolate?" -ele me imitou.
Alfredo: KKKKKKKK
Justin: idiotas -Andréa chegou com os ingredientes do bolo.
Andréa: do que vocês tanto riem?
Kenny: nada haha.
Andréa: hum.. sei, me ajudem á fazer o bolo, Kenny coloque a farinha de trigo na vasilha, cuidado para não colocar demais.
Kenny: ok, onde tá a vasilha?
Andréa: tá alí em cima, Alfredo vai quebrar os ovos e misturar com a farinha.
Alfredo: ta bom.
Andréa: e Justin vai selecionar os morangos para o recheio, os que não estiverem maduros ou machucados você coloca nessa vasilha pequena aqui -ela me entregou uma vasilha seca e outra com os morangos.
Justin: eles já foram lavados?
Andréa: não, acabei de pegar eles lá na horta.

     Coloquei os morangos em uma vasilha que tinha furos e fui lavá-los, eles aparentavam estar deliciosos pois estavam bem vermelhos. Consegui resistir á tentação e não comi. Depois de lavá-los, enxuguei minhas mãos e fui selecioná-los.

Andréa: pronto?
Justin: não, ainda falta um pouco, agora que comecei.
Andréa: vou te ajudar, seu lerdo -ela se debruçou sobre o balcão e sorriu, retribui.
Alfredo: a gente já terminou aqui, vamos alí falar com o Scooter, tchau.
Andréa: tá bom, tchau. Vou colocar a massa no forno.
Justin: eu te ajudo.
Andréa: obrigada -ela me entregou a forma com a massa e pegou a luva para abrir o forno, estava muito quente, ela pegou a forma e colocou dentro do forno. Ai!!
Justin: espera, vou pegar uma pomada.
Andréa: tá bom -peguei a pomada que havia numa maleta de primeiros socorros que fica na cozinha e passei  massageando sua mão.
Justin: melhorou? -levantei a cabeça para olhar para ela.
Andréa: sim -nossos olhares se encontraram e sorrimos sem graça, continuava segurando sua mão. Seu sorriso era tão perfeito, poderia passar horas o admirando...

...Continua

-Autora-
Sorry meninas, desculpa pela demora de novo. O problema é que apesar de estar de férias minha mãe fica só reclamando e tal, mais eu faço o possível pra postar.
Não deu pra organizar todas as matérias direitinho pra vocês escolherem, no próximo cap. vou organizar e vocês escolhem, e pergunto mais uma vez, ALGUMA de vocês tem alguma IDÉIA de aula pra adicionar aqui? que tiver colocar no COMENTÁRIO ok?
Mais uma coisa, a Sinopse, vocês não precisam se preocupar com medo de colocar foto sua, quem não quiser pode escolher uma fake e me mandar, mais tem que me avisar.
Comentem e deixem o user de vocês que é pra mim avisar vocês quando postar um novo capítulo.
O que acharam de #JusDrea?
3bjs bye (:

Lavinea:
Awwn obrigada mesmo amr. É o seguinte, você coloca no comentário se você quer ou não quer a sinopse.

Monikáh:
hahaha vou ver ainda a questão da sinopse, pq se tiver coloco a foto dos boy's de vocês nelas, se não quiserem sinopse com sua foto verdadeira, escolhe uma fake e eu coloco.

Paula:
perfeitos haha s2.

Luana:
kkkk #JusDrea <3.

Larissa:
Obrigada amre haha.

Lorrana:
Siiiiim, Justin e Andréa <3333.

Isa:
obrigada ---* Seja bem-vinda.

I'll Never Let You Go 43º Capitulo


...

Justin: cade o doutor?
Emfermeira: ele já esta vindo, coloca ela na maca, o que aconteceu com ela?
Justin: eu não sei, quando cheguei em casa ela estava desmaiada na piscina.
Enfermeira: nós vamos leva-la pra sala pro doutor examina-la, se acalme, tome uma água e sente na sala de espera, nos vamos cuidar dela.
Justin: mais eu quero ficar com ela.
Enferm: desculpa mais não é permitido.
Justin: por favor, eu preciso dela, ela é tudo pra mim!
Emferm: pode deixar, nós vamos fazer o possível e o impossível para salva-la.

     Dei um beijo na bochecha de Nick, não consegui me segurar e dei um leve selinho em seus lábios, Jazzy estava abraçada ás minhas pernas, não fazia ideia do que estava acontecendo, ela olhava tudo ao seu redor espantada.

Justin: vem Jazzy, vamos pra sala de espera, ta bom?
Jazzy: tá -ela falava com a voz, rouca.
Emferm: não se preocupem, qualquer informação que tiver eu aviso para vocês.
Justin: por favor.

     Peguei Jazzy nos braços e fui pra sala de espera, ainda estávamos úmidos e com frio, uma enfermeira nos ofereceu toalhas para nos secar.

Justin: Jazzy, cade meu celular?
Jazzy: tá aqui -ela tirou da bolsinha e me entregou.
Justin: obrigado.

     Não sabia pra quem ligar primeiro, acho melhor ligar pra Cait, ela é mais calma e vai saber falar com o Marcos. Respirei fundo e liguei pra ela.

-Ligação On-

Cait: alô?
Justin: oi, Cait...
Cait: o que aconteceu, Justin? Sua voz esta estranha.
Justin: eu to no hospital, é que...
Cait: o que aconteceu? Você bateu com o carro? Você ta bem?
Justin: eu não bati o carro, eu to aqui com a Nick, ela, ela, eu não sei, eu acho..
Cait: fala logo Justin!
Justin: eu acho que ela se afogou, ela esta desmaiada.
Cait: como assim? Ah esquece, em que hospital vocês estão?
Justin: no xxxxx.
Cait: ta bom, a gente ta indo aí, e você? Como é que você esta?
Justin: eu não sei, não sei o que fazer, eu tô desesperado com o que pode acontecer com ela, queria morrer, mais não posso me descontrolar, a Jazzy tá aqui comigo, ela esta assustada sem entender nada.
Cait: se acalma Justin, a gente tá indo, tenta se acalmar, pela Jazzy.
Justin: vem logo, por favor.
Cait: estamos indo.

-Ligação Off-

  Jazzy olhou pra mim atenta, curiosa, estava com a aparência triste e abatida.

Jazzy: quem era?
Justin: a Cait, ela tá vindo pra cá.
Jazzy: Justin, o que que ta acontecendo?
Justin: nada Jazzy, não é nada, eu acho.
Jazzy: porque ela ta durmindo naqueli quarto?
Justin: porque, porque o médico vai ver se, se ela ta com febre.
Jazzy: aaah, igual quando eu banho demais na piscina e aí­ eu fico fraquinha não é?
Justin: isso mesmo.
Jazzy: mais ela vai acodá logo né?
Justin: vai, se Deus quiser ela vai acordar logo logo.
Jazzy: que bom (:

     Ela deitou sua cabeça sobre minhas pernas e acabou adormecendo, que bom, ela parecia estar muito cansada, aconteceu tudo muito rápido, ainda estava muito confuso, não faço ideia do estado em que a Nick está ou o que o médico fale sobre o estado dela.

Justin Off - Cait On

 Não fazia ideia de como contar pro Marcos, não sei qual vai ser a reação dele.

Jas: quem era?
Cait: o Justin.
Bia: aconteceu alguma coisa? você esta estranha.
Cait: ele esta no hospital com a Nick.
Isa: o que aconteceu com ela? é grave? vamos pra lá agora.
Cait: o Justin ainda não sabe, parece que ela esta desmaiada.
Bia: quem vai avisar pros meninos? -todas olharam pra mim.
Cait: gente, e se eu não souber como falar.
Jas: é só falar com jeito, vamos logo, eu dirijo pra você.
Cait: ok, vou ligar.

-Ligação On-

Chris: o que é? tá atrapalhando o jogo.
Cait: Chris, a Nick tá no hospital.
Chris: o quê? fala mais alto, o que aconteceu?
Cait: acho que ela esta desmaiada, o Justin não soube explicar direito.
Chris: o Justin tá lá com ela? meu Deus, ele deve estar muito nervoso.
Cait: vem pro hospital, xxxxx, a gente também tá indo pra lá.
Chris: tá bom, vou falar pros meninos, mais é alguma coisa grave?
Cait: ainda não sei, o Justin tava muito nervoso pra explicar.
Chris: estamos indo, tchau.

-Ligação Off-

Isa: Cuidado Jas!!!
Jas: ah gente, eu tô dirigindo rápido, vocês querem o quê?!
Bia: é mais a gente não quer morre.
Cait: é Jas, cuidado aí.
Jas: tá bom, já estamos chegando mesmo.

     Jas estacionou o carro, todas nós estávamos tensas, com medo do que possa acontecer com Nick, descemos do carro e entramos no hospital, paramos na recepção para saber em que quarto Nick estava, vi Justin sentado na sala de espera com Jazzy em suas pernas.

Cait: Justin? -ele se levantou, como vocês estão?
Justin: nada bem, não consigo me acalmar.
Isa: o médico já veio aqui?
Justin: não, até agora ele ainda não apareceu aqui, e ninguém veio me dar noticias, eu vou morrer se ninguém vier me falar alguma coisa.
Jas: se acalma Justin, vou ligar pra Pattie vir buscar a Jazzy.
Jazzy: não  Eu vou ficar com o Justin! O médico vai dá o remedinho di morango pra Nick e ela vai acordá e aí nóis vamo pra casa brinca com a Buttercup.
Bia: mais Jazzy, você tem que ir pra casa descansar.
Jazzy: não, eu vou esperar a Nick -o médico chegou na sala-, ei, o senhor já deu o remedinho de morango pra Nick?
Médico: -ele se abaixou ficando da mesma altura que ela- sim, já dei, só que ela ta dormindo agora tá bom, você tem que ir pra casa e descansar, aí quando ela acordar você vem ver ela.
Jazzy: e vai demorar muito?
Médico: eu ainda não sei, ela vai acordar só quando ela quiser.

- CADÊ A NICK? ONDE ELA ESTÁ? EU QUERO VER ELA! EU SOU O IRMÃO DELA, EM QUE QUARTO ELA ESTÁ?

 Marcos estava alterado e falava muito alto, deixando a enfermeira da recepção assustada.

Isa: Marcos, vem aqui -ela segurou em sua mão- a Nick esta..

Marcos: cadê o médico? Eu quero ver ela! saber como ela está?

Médico: ela continua desmaiada, não conseguimos reanimá-la, ela esta respirando apenas com a ajuda de aparelhos, desculpe, nos tentamos o possível, fizemos de tudo.
Justin: e quando ela vai acordar? Por favor -Justin estava prestes a chorar.
Medico: ainda não sabemos, a qualquer momento ela pode acordar ou...
Justin: NÃO! -Ele saiu correndo deixando o hospital.

...Continua

- Autora -
Hey princesas, gostaram desse capítulo? Desculpa pela demora e pelo tamanho, queria fazer maior mais não estou podendo ficar muito tempo no pc. 
Vi que tem novas leitoras pra INLYG, muito obrigada, achei que ninguém tava gostando dela, adoro vocês.
Bye e bjos (:

Beliebers School cap. 6



Pattie: vamos garotas -ela subiu no carrinho e se sentou, fizemos o mesmo e logo depois Kenny nos cumprimentou.
Kenny: oi garotas, tudo bem?
Beliebers: tudo.
Kenny: apertem os cintos.

Ele deu partida e o carrinho saiu em disparada.

Pattie: ei Kenny, não esquece que isso aqui é um pequeno tour e não uma corrida.
Kenny: ok capitã -ele diminuiu a velocidade-.
Pattie: bom garotas, agora estamos indo para o pátio central, onde estão as salas de aula -ela desceu do carrinho, nós a seguimos-, aqui é a sala de música, temos todos os instrumentos musicais que vocês possam imaginar, sempre que quiserem vir pra cá podem ficar á vontade -saímos da sala de música e fomos para sala ao lado-.
     A sala era enorme e tinha um palco onde em cima havia uma bateria, duas guitarras, um baixo, um teclado, três microfones, e um pandeiro sobre o piano no centro do palco.

Pattie: essa é a sala de balé -ela abriu a porta e nos entramos, haviam espelhos e barras por toda parte, saímos e adentramos e outra sala.
     - Estúdio de canto, onde vocês podem testar a voz de vocês, dar uma melhorada, ver se esta tudo bem e tal, esses tipos de coisa -tinha uma cabine onde havia um painel com vários botões, e uma parede de vidro que separava a cabine do outro lado, onde havia alguns microfones.

Subimos a escadaria e fomos para o andar de cima, Pattie nos mostrou a sala de dança, seguimos para a sala de teatro/atuação, ela também era enorme e havia uma porta que levava ate uma outra sala onde haviam vários figurinos, roupas de todos os tipos e fantasias, plumas, chapéus e etc.

- Essa é só as de improviso, pra auxiliar nas aulas, aqui ao lado tem outra sala maior onde tem milhares de roupas e acessórios -Pattie disse terminando de fechar a porta.

     Entramos na biblioteca, havia varias prateleiras altas, mesas espalhadas e um enorme balcão que separava o lugar dos estudos do lado das prateleiras onde havia uma mesa com alguns papeis em cima, provavelmente da bibliotecária, no fundo, em um canto da biblioteca haviam vários pufes e almofadas, um lugar para leitura talvez. Saímos da biblioteca Pattie ainda nos mostrou a sala de musica p/ DJ, culinária, informatica, desenho, fotografia, costura, maquiagem, a academia, o zoológico e o aquário.

 Após todo o tour já estávamos completamente exaustas.

Pattie: vocês querem beber alguma coisa? Lanchar? Um sorvete? é bom que vocês já conhecem o shopping.

Luana: pra mim tudo bem.
Tayná: eu aceito, to morrendo de fome.
Monikáh: pra mim também.
Pattie: ok, então vamos pro shopping Kenny.
Kenny: graças á Deus! tava morrendo de fome.
Pattie: você passou o todo o tour comendo barra de chocolate e tomando refrigerante, como você ainda pode estar com fome?
Kenny: essa é uma pergunta que não existe resposta.
Pattie: kkk vamos logo.

 Kenny seguiu para o shopping, nos sentamos numa lanchonete e fizemos nossos pedidos.

Pattie: vocês são brasileiras não é?
Paula: somos sim.
Kenny: nossa, que legal, gostei muito de lá.
Lavinea: que bom, a gente fica feliz por isso.

- Hey sexy lady, oppan Gangnam style!












     Olhamos para trás e nos deparamos com uma cena épica, Justin, Chris, Alfredo, Chaz e Ryan dançando, não conseguimos nos conter e caímos na gargalhada, foi a cena mais engraçada que já vimos em toda nossa vida, qualquer um que passasse por ali naquele momento ligaria para uma ambulância vir pegar a gente, estávamos iguais retardados rindo alto. Como o shopping tinha acabado de abrir pois todos estavam na reunião, não tinha ninguém, só os funcionários. Alguns minutos depois conseguimos nos conter.

Justin: gostaram da nossa performance? kkkk oi -ele cumprimentou cada uma com um abraço e um beijo-, e aí, tudo bem?
Beliebers: tudo.
Justin: eu tava procurando vocês, rodei o colégio todo.
Pattie: nós estávamos mostrando o colégio pras brasileiras e aí vinhemos fazer uma boquinha.
Justin: vocês são brasileiras? -ele sentou ao lado de Pattie-, eu já sabia, percebi pelo bom humor e... outras coisinhas.
Alfredo: se eu não estiver enganado, mais eu acho que temos uma chefe brasileira aqui não é? ~le indireta.
Justin: é a Andréa -ele abriu um sorriso lerdo.
Lavinea: ah, a Andréa, a gente conheceu ela.
Chaz: de quem vocês estão falando? -ele tinha acabado de chegar, tinha ido fazer os pedidos.
Pattie: da Andréa.
Chaz: que Andréa? -ele se sentou- nunca vi ela, quem é?
Chris: vai Justin, fala pra eles quem é a Andréa.
Ryan: é Justin, você não vive falando que a Andréa é ótima chefe, é linda, uma ótima pessoa, super de boa, legal, se pudesse levava ela com você pra onde você fosse.
Justin: mentira que eu nunca disse isso!
Kenny: falou sim, a gente tava até almoçando, comendo não sei o quê, mais você disse.
Chris: eu lembro, era espaguete, você até disse que não estava bom, que o da Andréa é melhor e aí começou á elogiar ela toda.
Pattie: e eu que achava que você só gostava da comida dela, seu safadinho.
Justin: vamos parar de falar de mim, por favor -a garçonete chegou e nos serviu.
Lorrana: a gente gostou dela.
Luana: é, ela foi super legal com a gente.
Tayná: ela até levou um lanche pra gente pessoalmente quando chegamos.
Pattie: isso é muito a cara dela, ela é super gente boa, desde que entrou aqui gostamos muito dela.
Chaz: pelo tanto que vocês falam dela, eu preciso conhecer essa garota agora.
Justin: o quê? -ele parou a mordida que estava dando do sanduíche e olhou para Chaz.

Alfredo: Chaz, já vai se jogar na garota.
Kenny: então meninas, vocês gostaram do colégio?
Paula: sim, é incrível.
Mayara: 10 á 0 no meu antigo colégio.
Monikáh: meu outro colégio nem existe perto desse aqui.
Ryan: dá pra perceber que vocês amavam seus antigos colégios kkkk
Lavinea: kkk, ele era legalzinho, mais esse aqui nem tem comparação.
Justin: ah meninas, eu esqueci de falar pra vocês, caso vocês queiram, na secretária tem mapas do colégio kkkk.
Chris: é bom vocês pegarem né, pra não se perderem de novo kkkkkk.
Lorrana: ha-ha engraçadinho, kkk.
Tayná: kkk pode deixar, a gente não vai se perder de novo.
Paula: a Pattie já mostrou todo o colégio pra gente.
Justin: tá dando conta do recado ein -ele passou o braço por cima do ombro de Pattie.
Pattie: eu disse que dava conta, eu não ia aguentar ficar só sentada em uma cadeira numa sala preenchendo papéis, eu gosto de agir, de ficar no meio de todo mundo.
Justin: vocês ainda tem que escolher as matérias que vão estudar, não é?
Pattie: é mesmo, esqueci de falar para vocês, daqui a pouco eu passo na secretária e pego os papéis pra vocês assinarem e escolherem as aulas.
Luana: tudo bem.
Mayara: são quantas matérias pra cada uma?
Pattie: no minimo cinco, é que temos que ocupar uma carga horaria normal como a de outro colégio senão teríamos que fechar o colégio.
Mayara: mais a gente pode escolher mais?
Pattie: claro, a maioria das meninas escolhe mais de cinco, muitas ficam em duvida e aí escolhem várias.
Chaz: estou cheio.
Justin: finalmente, achei que ia passar o dia todo comendo.
Pattie: vocês ficam aí se enchendo de besteiras, daqui a pouco é o almoço e vocês não vão ter fome.
Kenny: eu aguento.
Ryan: Kenny, cara, você aguenta tudo, o que te der você põe pra dentro kkkk.
Pattie: gente eu vou indo, tenho que preparar os papéis pras meninas assinarem, tchau.
Monikáh: eu vou pro quarto, estou cansada.

 Monikáh saiu e ficamos mais um pouco na mesa conversando.

Alfredo: já vou gente, vou arrumar minha sala pra aula -ele se levantou e saiu.
Chris: ei, a gente tem que organizar a audição pra escolher o pessoal da rádio.
Lavinea: que rádio?
Ryan: aquela que toca no intervalo, lá no refeitório, é a gente que cuida das festas também.
Tayná: legal, e a gente pode participar?
Chaz: claro, amanhã as 6hrs da tarde começam as audições.
Chris: vai ser bom ter garotas por que os meninos só vão escolher meninas.
Ryan: a gente tem culpa se o caras não são bons o bastante.
-ouvimos o sinal do intervalo.
Luana: nossa, já?
Chaz: nem vi o tempo passar, tchau meninas.

-Eles levantaram e saíram, nós fomos para o refeitório.

Paula: e a Monikáh?
Lavinea: é mesmo, ela foi pro quarto, vamos passar lá antes.

     Fomos para o quarto, não tinha ninguém, fechamos a porta e seguimos para o refeitório, nos encontramos com Monikáh no corredor, ela passou por nós correndo e entrou no quarto. Fomos atrás dela.

Tayná: o que aconteceu? por quê você esta desse jeito?
Monikáh: umas garotas estúpidas.
Lorrana: o que elas fizeram?
Monikáh: eu esperei vocês voltarem pra irmos pro refeitório, só que vocês demoraram e eu fui sozinha, depois de pegar meu lanche não queria sentar sozinha, então ia vim comer no quarto, um garoto me ofereceu lugar, aí quando estava indo me sentar umas garotas passaram por mim e me empurraram, eu caí e olha como eu estou -ela olhou para si mesma- toda melecada de suco e comida.
Mayara: vamos falar com a Pattie.
Monikáh: não, eu não sei o que deu em mim, eu jamais deixaria isso passar em branco, ia tirar satisfação, mais naquela hora eu não sabia o que falar ou fazer, a única coisa que fiz foi me levantar e vir correndo pro quarto.
Luana: mais isso não pode ficar assim, elas não podem se safar.
Paula: é, elas fizeram isso de propósito.
Monikáh: e você acha que eu não sei?! só não foi pior porquê as únicas pessoas que viram eram as que estavam na mesa com o garoto, as outras pessoas nem ligaram por que sabiam que ela só queria chamar a atenção, aí o garoto me ajudou a levantar.
Lorrana: e quem é essa idiota que te empurrou?
Monikáh: eu não sei, eu não conheço ela, ela é loira e usa franja.
Xxxxx: Monikah? -Um garoto apareceu na porta, todas olhamos para Monikah esperando saber quem era o garoto.
Monikáh: o que você veio fazer aqui?
Xxxxx: eu vi você sair correndo e vinha atrás, só que a Steffy me segurou e não queria me deixar vir. Você ta bem?
Monikáh: não, meu braço doí e estou toda melada de comida e suco, o que você acha Lucas?
Tayná: venham comigo -sussurrei no ouvido delas.

 Deixamos eles no quarto e fomos pro corredor.

Tayná: alguma de vocês já viu a loira de farmácia pelo colégio?
Lavinea: eu já, quando a gente estava no auditório ela estava perto daquele garoto lá, o Lucas.
Lorrana: a gente tem que saber qual o quarto dela.
Tayná: não precisa, provavelmente ela ainda deve estar lá no refeitório contando vantagem.
Mayara: então vamos logo la.

 Fomos para o refeitório e encontramos "Steffy" sentada com suas amigas e com um sorriso falso no rosto.

Belieber: Steffy?
Steffy: o que é?

...Continua

-Autora-
Desculpa pela demora, desculpa mesmo, é que sempre que era pra postar, eu enrolava e acabava não dando tempo, tá aí, se tiver pequeno, mais desculpas, eu tô sem pouco tempo, e outras leitoras estão me cobrando "I'll Never Let You Go (INLYG) e Criminal" então é pouco tempo e muita coisa, e ainda tenho que estudar.
E muito obrigada mesmo pelos elogios, eu não me canso de agradecer, sério, vocês conseguem arrancar um sorriso tão besta da minha cara, até quando eu tô triste, eu venho ver os comentários e me sinto tão bem ((: obrigado mesmo.
*Larissa, você está na #IB, vou tentar te encaixar aqui, ainda não sei quando, mais vou te encaixar.

MENINAS, QUERO QUE VOCÊS DEEM OPINIÃO DE AULAS, COLOQUEM NOS COMENTÁRIOS!

Respondendo as Mesninas:

Luana:
Amr, eu ainda não sei, porque só algumas comentaram com a resposta, então vou esperar um pouco.

Lavinea:
Eu também acho, eu amo isso numa #IB. awnm amr, que bom que você gostou do discurso, acho que eu podia ter melhorado um pouco, mais eu tinha feito na pressa né ((:

Paula:
kkkkk eu também ri. obrigada (:

Juliana:
obrigada mesmo amr, que bom que você gostou. Já imaginou, ia ser muito perfeito haha.
kkk aguarde, logo logo o BigBieber.

Lorrana:
¬¬ continuando vadia.

I'll Never Let You Go 42º Capitulo - I'm Overboard


...

Justin: -suspirou- filhos, não vemos a hora de vê-los crescerem -ele olhou pra mim e caímos na gargalhada.-
Nick: ai ai, vou subir

     Subi pro quarto ainda rindo do modo como Justin tinha falo aquilo. Tomei um banho e me vesti, desci pra sala. O pessoal estava deitado no sofá, Jazzy e Justin estavam deitados no chão.

Nick: alguém colocou ração pra Buttercup?
Marcos: -levantou o dedo sem tirar o olho da tv- eu
Nick: ok -me sentei no sofá.

 Á tarde os meninos foram pro quarto de jogos e só saíram de lá na hora de ir pro jogo de basquete.

Dylan: já tá todo mundo pronto? falta alguém?
Chaz: o Justin.
Jas: cadê ele?
Ryan: tá lá no quarto?
Chris: fazendo o quê? a gente tá atrasado.
Justin: eu não vou.
Cole: por quê?
Justin: a Jazzy tá dormindo, não posso deixar ela sozinha.
Nick: eu fico.
Justin: tem certeza?
Nick: tenho, eu nem queria sair mesmo.
Justin: então vão na frente que eu vou tentar pegar meu celular, a Jazzy dormiu enquanto jogava nele.
Marcos: então tá, tchau.
Todos: tchau.
Nick: tchau.

Justin: vou subir lá pro quarto e tentar pegar meu celular.
Nick: eu te ajudo.

     Subimos pro quarto, Jazzy estava na minha cama, não queríamos acorda-la, Justin levantou sua mão, ela se mexeu e coçou o nariz, Justin deu um pulo assustado e rimos em silêncio, tentamos mais uma vez, Justin não conseguia, tentamos outra vez, só que foi eu, levantei levemente a mão de Jazzy que estava sobre o celular e consegui tira-lo, estendi a mão com o celular na direção de Justin, ele pegou o celular e me entregou um ursinho pra colocar na mesma posição em que o celular estava.

Justin: haha, obrigada :)
Nick: de nada.
Justin: então você vai ficar mesmo né? não tem nenhuma problema se você desistir, eu fico.
Nick: vai logo assistir seu jogo, não tô com pique pra sair hoje, tchau.
Justin: ok, tchau, brigada de novo.
Nick: de nada de novo haha.

     Ele saiu correndo, já estava atrasado, aliás muuuuito atrasado. Logo depois que ele saiu fechei a porta, liguei a Tv e me deitei no sofá, não estava passando nada de bom, peguei o laptop e fui me sentar na varanda, dei uma olhada no meu twitter, me espantei ao ver a quantidade de followers, provavelmente por causa do vídeo que estava no youtube. Ouvi um choro, era Jazzy, ela estava agarrada ao ursinho e andando de um comodo á outro da casa procurando alguém.

Nick: o que foi?
Jazzy: cade todo mundo? -ela ergueu as mãos para que eu a pegasse no colo.
Nick: eles foram pro jogo -peguei ela no colo.
Jazzy: quelia ter ido.
Nick: mas você estava dormindo.
Jazzy: ta bom.
Nick: ah não faz esse bico, quer suco?
Jazzy: quelo.
Nick: vamos na cozinha preparar o suco.
Jazzy: vem Buttercup -elas foram correndo pra cozinha.

 Fomos para a cozinha, coloquei um pouco de suco na mamadeira e dei pra ela.

Jazzy: posso bincar perto da piscina com a Buttercup?
Nick: pode, mais eu vou ficar de olho em vocês, tem que tomar cuidado com a piscina.
Jazzy: ta bom.

     Fomos para a piscina, me sentei no gramado, não muito longe de onde Jazzy e Buttercup estavam brincando, dividia a atenção entre a tela do laptop e elas duas. O telefone da casa tocou, fui atender e antes de sair disse para Jazzy ficar longe da piscina. Sai correndo antes que o telefone parasse de tocar, atendi, era a Sra. Sprouse.

Sra. Sprouse: oi querida, os meninos estão aí?
Nick: oi Sra. Sprouse, não, eles foram pro jogo.
Sra. Sprouse: tudo bem, será que eles vão demorar?
Nick: não sei, mais acho que -ouvi Buttercup latir- ai meu Deus!

     Larguei o telefone e saí­ correndo temendo pelo pior, Buttercup latia e corria em volta da piscina, me desesperei ao ver Jazzy na piscina se debatendo e cuspindo água, me joguei na piscina, Buttercup pulou junto comigo para me ajudar, Jazzy estava com medo e desesperada, se debatia bastante na água tentei segura-la mais ela não parava de se debater jogando água no meu rosto, já estava perdendo as forças, consegui colocar Jazzy na borda da piscina com a ajuda de Buttercup, não estava sentindo meus pés e nem conseguia meche-los, tentei sair da piscina, minhas mãos escorregaram e bati a cabeça, comecei a sentir dores na cabeça, tudo ao meu redor girava, estava sem fôlego, minha visão foi se escurecendo, ficando turva, embaçada...

Nick Off - Justin On

     Acho que a Nick não devia deixar de sair com as meninas para ficar com a Jazzy, confesso que gostei por que posso ir pro jogo, mais não foi legal por que mesmo ela falando que não estava querendo sair acho que não estava em seus planos passar a tarde dentro de casa cuidando de uma criança eu não queria que ela ficasse, mas como eu conheço muito bem ela, sabia que não ia adiantar falar nada, se ela disse que iria ficar, então ela ia ficar.
     Olhei pro painel, a luz da gasolina estava piscando, desci do carro e abri o capô olhei tudo, ótimo! não tem gasolina suficiente para chegar até um posto, bati as mãos no bolso procurando meu celular, merda! Esqueci ele lá em casa enquanto conversava com a Nick, olhei a gasolina no tanque, hum, dava pra ir até em casa, fechei o capô do carro e voltei pra casa. Quando entrei vi o telefone fora do gancho e caído no chão, ouvi latidos, Jazzy veio correndo em minha direção, estava ensopada e eufórica.

Jazzy: Justin! Justin! a Nick, ela, ela tá, ela..

     Não esperei que ela terminasse, corri para a piscina, só pensava no pior, pulei na piscina, consegui pegar Nicole, coloquei-a deitada na borda, subi e fiquei de joelhos do seu lado, fiz respiração boca a boca, ela não reagiu, me abaixei para sentir os batimentos do seu coração, me desesperei mais ainda, Jazzy estava parada do meu lado chorando, queria conter meu desespero por causa dela, mais era impossível conseguir, lágrimas percorriam meu rosto.

Justin: Jazzy, corre! Pega o meu celular! Rápido!

     Tentei reanima-la mais algumas vezes, mas ela continuava sem reagir, Jazzy voltou correndo com o celular e uma bolsinha, parecia que ela pressentia que íamos sair. Peguei Nick e corri com ela na direção do carro, deitei ela no banco traseiro, coloquei Jazzy no banco da frente e sai em disparada para o hospital mais próximo. Quando cheguei peguei Nick e corri para dentro do hospital, Jazzy vinha ao meu lado.

...Continua

Beliebers School cap. 5



Nos encontrávamos as sete paradas e olhando a multidão, tentando achar, uma mesa vazia.

Monikah: olha alí, tem uma vazia perto daqueles garotos.
Luana: vamos logo pra lá antes que chegue alguém, porque a sorte que a gente tem né.

     Tentamos andar rápido para chegar logo, mas sem parecer desesperadas. Chegamos na mesa e nos sentamos, missão cumprida.

Lorrana: finalmente.
Lavinea: pensei que a gente não ia conseguir.

     Ouvimos um ruído ensurdecedor vindo das caixas de som, praticamente todos que estavam alí colocaram as mãos nas orelhas para diminuir o barulho, já os garotos, bom, os garotos, como retardados que são começaram á gritar. Logo depois da gritaria

Pattie: bom dia, de novo.
Boys/Beliebers: bom diaa! -Em coro.
Pattie: bom, como alguns de vocês já devem saber, sempre no primeiro dia de "aula" -ela fez aspas com os dedos- nós da equipe fazemos uma reunião junto com todo o resto do colégio sejam todos bem vindos e bem vindas, agora eu vou passar a palavra para o nosso diretor, Scooter.
Scooter: obrigada Pattie -pegou o microfone- Bom dia pessoal, eu sou o diretor do colégio, eu sei que muitos pensaram que seria o Justin, mais foi ele mesmo que me nomeou diretor, então vocês vão ter que me aguentar, as vezes vou ser duro, porque aqui tem que ter um pouco de ordem ok? Mais na maioria das vezes serei o Scooter alegre e engraçado. Desejo á vocês boas vindas, e obrigado, agora vou chamar aqui nossa majestade, o criador desse colégio onde tudo é possível, Justin, vem aqui Man! -ele gritou.
Justin: yeah! -quando Justin entrou tivemos que nos conter, não podíamos dar um pití­ alí­, não naquele momento- Hey galera, bom dia pra todo mundo aê. Como hoje é a primeira vez de vocês, e a primeira vez a gente nunca esquece -ele fez uma pausa e sorrio malicioso- eu tinha que vir pessoalmente ver vocês. Quando criei esse colégio de Beliebers, minha intenção era de reunir milhões de Beliebers em um só lugar, um lugar onde elas se sentissem em casa, se sentissem bem, se sentissem únicas, fossem tratadas como as Princesas que são. Esse não é um colégio comum como os outros, no colégio de Beliebers vocês que mandam, são vocês que escolhe as matérias á serem estudadas, desde música á atuação é muito importante pra gente saber a opinião de vocês, tipo, "ah, eu queria aulas de balé." -ele imitou uma voz feminina - ou então "véi na boa, eu queria pistas de skate mais altas" -ele imitou uma voz bem grossa.- Por isso no pátio dos dormitórios, e no pátio central onde tem as salas de aula, tem uma espécie de caixa, né mãe?
Pattie: é mais ou menos isso Justin -ela sorriu.
Justin: caixa, box, sei lá, é uma coisa quadrada e transparente, de vidro onde vocês podem colocar suas sugestões, criticas, que matéria a gente poderia incluir, alguma coisa que esteja faltando para auxiliar e ajudar nos estudos, coisas desse tipo, ok? nós queremos fazer o possível e o impossível para que vocês se sintam bem, é isso aí­, perguntas?

-silêncio, até que uma mão lá no fundo foi levantada.

Justin: sim.
Belieber: a gente vai ficar aqui para sempre?
Justin: -ele sorriu- bem que eu queria, mas infelizmente vocês ficam aqui ate quando acharem que já estão prontas.
Boylieber: prontos pra quê?
Justin: prontos para voltar ao mundo lá fora novamente, a Beliebers School, é uma escola preparatória, ela prepara você e auxilia na realização e escolha dos seus sonhos, sem a pressão e a opinião desnecessária da sociedade lá fora. Vocês imaginam quantas pessoas tem o sonho de ser cantor, ator, dançarino mais por causa das pessoas ao seu redor e até mesmo por causa da família se tornam médico, advogado, empresário e etc? são muitos, a sociedade faz a pessoa acreditar que aquele não é o seu sonho, mais eles estão enganados, são seus sonhos, é você que decide eles não podem dá opinião. Existem também aqueles que não sabe ou ainda não escolheu qual é o seu verdadeiro sonho, nós também ajudamos elas. Na minha vida sofri muito com o que a sociedade falava, eles não acreditavam em mim e nem no que eu queria, e isso foi o pior de tudo, é por isso que eu acreditei em mim, e agora acredito em vocês. Nós não precisamos da opinião dos outros não é mesmo? É por isso que mantemos sigilo sobre a existência do colégio, é por isso também que não posso ser o diretor do colégio, porque se eu ficar muito tempo longe do mundo lá fora, vão desconfiar e então descobrirão o colégio, é por isso também que vocês não podiam falar para seus amigos para onde iam. -alguém levantou a mão.
Belieber: e a gente pode visitar nossos pais?
Justin: é claro, sempre que quiserem, eles podem ir visitá-los e eles também podem vir visitar vocês, nossos veículos estarão sempre á disposição. Mais alguma pergunta? Não? Então um beijo para todas vocês e qualquer dúvida é só falar com a minha mãe, agora vocês vão fazer um tour pelo colégio para conhece-lo melhor pois vi que algumas de vocês ficaram perdidas pelo colégio -ele sorriu e olhou na nossa direção- então tchau, a gente se esbarra pelos corredores, amo vocês Princesas -ele fez um coração com as mãos.

     Ele desceu e foi cumprimentar as Beliebers, enquanto isso algumas pessoas se posicionavam como guias, cada um ficava responsável por um grupo de Boys/Beliebers, Pattie estava vindo em nossa direção.

Pattie: oi meninas.
Beliebers: oi.
Pattie: eu fiquei responsável por vocês, vai ser um prazer mostrar o colégio para todas vocês, vamos?
Beliebers: vamos!
Pattie: só um minutinho -ela pegou um aparelho que estava em sua cintura.- Kenny, você esta me ouvindo?
Kenny: sim capitã !
Pattie: kkkk já estamos prontas.
Kenny: já estou indo.

     Numa questão de segundos Kenny chegou pilotando um carrinho parecido com aqueles usados em jogos de golfe, só que maior.

Pattie: vamos garotas -ela subiu no carrinho e se sentou, fizemos o mesmo e logo depois Kenny nos cumprimentou.

...Continua


- Autora -
Oi Princesas, desculpa pelo capítulo pequeno, eu queria fazer um Big Bieber só que tava sem tempo, mais futuramente vou fazer um Big Bieber de tirar o fôlego.
O discurso do Justin ficou bom? sejam honestas, ok? Desculpa pela demora, sorry mesmo.
Eu tô morrendo com os comentários de vocês sério, véi, cada elogio eu morro, muito obrigada mesmo.
ai, vocês nem imaginam quem vai ser a dona do heart do Justin hihi.
Beijos :3

Paula:
Tipo assim, a gente tem que ver né, porque talvez as outras meninas podem achar injustiça elas colocarem foto e você não, vamos esperar todas votarem e aí a gente vê, ok?.

Monikah:
Yes Baby, this is life.
Obrigada.

Luana:
kkk verdade, quando tava escrevendo esse capítulo eu lembrei dele porque minha irmã também tinha esse toque no antigo celular dela kkkk eu odiava.

Juliana:
Seja bem vinda amr, obrigada haha, sou diferenciada u_u kkk.

Lavinea:
Não tem nada baby, o que importa é que você voltou, certo? Obrigada, sou muito detalhista, é o meu defeito, virginiana fazer o que né? haha beijo.

Criminal cap. 13 ~Hot


...

Emma: não precisa se preocupar, eu sei me cuidar, se eu quisesse  alguém cuidando de mim não teria fugido de casa.
Jason: se você quer assim -ele se virou em cima de mim-, você quem manda.

     Ele começou á me beijar, desceu pelo meu pescoço, tirou minha blusa enquanto me beijava, foi descendo até meus seios, dava leves beijos, então descendo até minha barriga, sua língua fazia movimentos suave se que me deixava arrepiada, ele voltou pelo mesmo percurso, e me beijou na boca novamente, tirei sua camisa e me virei, ficando em cima dele.


Emma: então é eu que mando não é?

Jason: anram. -ele sorriu balançando a cabeça.
Emma: então agora aguenta.

     O beijei ferozmente, desci até sua barriga, tirei sua calça e a joguei no chão , desci sua cueca com a boca.


Jason: aaah, não faz isso comigo Emma.


     Sorri e terminei de tirar a cueca com a mão, seu "menbro" ligeiramente saltou para fora, segurei ele e olhei pra cara de Jason, ele estava com cara de prazer, tesão, querendo que eu parasse mas ao mesmo tempo que continuasse, aquilo me dava mais prazer ainda, sorri novamente, coloquei seu pênis dentro de minha boca, fazia movimentos de vai e vem, Jason gemia de tesão, chupava provocando-o, ele estava com uma cara tão prazerosa que não queria parar o que estava fazendo nunca mais. Continuei por mais alguns longos, demorados minutos. Subi pela sua barriga, dando beijos leves, beijei sua boca, ele sorriu, me segurou, se virou e ficou sobre mim.

Jason: agora é a minha vez -ele sussurrou sorrindo safadamente.


     Me beijou e desceu até minha barriga, tirou minha calcinha com os dentes e a jogou no chão, senti seus dedos dentro de mim, ele dava leve mordidas, usava a língua como ninguém, depois de prazerosos minutos ele parou e olhou pra mim, sorriu, me deu um longo beijo e logo depois me penetrou, dava fortes estocadas e me beijava, enquanto fazia movimentos de vai e vem freneticamente falava palavrões, sua voz era grossa, o que me deixava ainda mais excitada, depois de algumas horas estávamos suados e exaustos, ele caiu do meu lado na cama.


Jason: você... é sensacional -ele disse sorrindo e com a voz ofegante.

Emma: -sorri- você também -também com a voz ofegante.
Jason: foi a melhor transa de toda a minha vida.
Emma: verdade? -passei o dedo na sua barriga um pouco suada.
Jason: anram -ele sorriu ofegante.
Ele se levantou, vestiu a cueca e foi até o frigobar pegar um copo de água.
Jason: e olha que foram muitas ein -ele me entregou o copo com água.
Emma: haha, engraçadinho, duvido -bebi um pouco e devolvi o copo pra ele.
Jason: você é inesquecível, -ele se deitou do meu lado e me beijou.
Emma: hum, obrigada, você também é. Você me deixou cansada.
Jason: acho que devo entender isso como um elogio.
Emma: entenda como você quiser, haha, agora deixa eu dormir um pouco, quero descansar.
Jason: claro, descansar pro 2º round, certo?

...Continua


Beliebers School cap. 4 & Aviso importante





















...

Luana: omg, você também é brasileira?
Beliebers(em coro): não, coreana.
Andréa: eu era chefe de um restaurante no Brasil -ela se sentou na cama ao lado, nós também- então não sei como, o pessoal do colégio me achou e me escolheu.
Mayara: e aqui tem quantos chefes?
Andréa: um de cada país, aqui tem Beliebers de todo o mundo. Cada chefe tem um assistente que também é do mesmo país.
Paula: você sabe quando as aulas vão começar?
Lavinea: ave maria, tanta coisa pra você perguntar e você escolhe isso?
Paula: mais as aulas daqui devem ser bem melhores que as do nossos antigos colégios.
Andréa: vocês nem imaginam o quanto, as aulas daqui não são como as dos outros colégios, são muito diferentes.
Lorrana: quem é o diretor do colégio? o Justin?
Andréa: não, o Justin é um dos criadores da escola, o diretor é o Scooter, Justin não teria tempo de ficar aqui 24hrs, bem que ele queria, mas ele tem muito o que fazer, shows, entrevistas, vocês sabem como é.
Tayná: o Justin tá aqui no colégio hoje?
Andréa: ah gente, não posso falar mais nada, aguardem amanhã no auditório.
Monikah: o que vai ter lá?
Andréa: sempre que chegar novas Beliebers, tem uma reuniãozinha com todos lá, pra dá boas vindas.
Mayara: e quem vai estar lá?
Andréa: agora eu tenho que ir, tchauzinho.
Luana: ah não, fica mais um pouco.
Andréa: bem que eu queria ficar, mais eu tenho mesmo que ir, ou então amanhã vocês não vão comer pão de queijo, cá entre nós o pessoal daqui não sabe fazer um pão de queijo realmente brasileiro.
Lavinea: ah, então pode ir.
Andréa: haha, tchauzinho :)

Ela saiu do quarto.

Mayara: o que vocês acharam dela?
Paula: legal.
Lorrana: linda -ainda olhando pra porta-
Luana: muito linda.
Tayná: Brasileira né.
Lavinea: pelo menos vamos ter alguém que entende a gente.
Monikah: vou tomar banho pra dormir.
Mayara: eu também.
Paula: e eu.
Tayná: tudo bem egoístas, a gente toma banho depois.

 Depois de todas tomarmos banho, desligamos a luz e fomos dormir.
Alguns minutos depois...

Tayná: ei, tem alguém acordada?
Luana: kk eu.
Lavinea: eu.
Monikah: também tô.
Mayara: eu também.
Lorrana: resumindo, todas nós.
Tayná: acho que o Justin vai estar amanhã no auditório..
Paula: com certeza.
Monikah: ele não perderia a chance de dar as boas vindas pra gente pessoalmente.
Lavinea: verdade.

     Ficamos conversando mais um pouco e depois adormecemos. Acordamos com um barulho esquisito, sons de animais, um galo cacarejando.

Tayná: que diabos é isso? - com os olhos um poucos fechados em razão do sono, as outras meninas também acordaram.
Luana: desculpa aê, é o meu celular, esqueci de desligar e despertador.
Mayara: meu deus do céu! que horas é essa? tô morrendo de sono véi.
Luana: são 9 horas.
Lorrana: tava tendo um sonho tão bom..
Paula: que horas a Pattie disse que ia ser o negócio lá no auditório?
Lavinea: não lembro.
Monikah: eles devem vim avisar pra gente.
Tayná: perdi o sono véi, vou tomar banho e vou pro refeitório, tô morrendo de fome, quem tá comigo?
Beliebers: eu / eu tô / eu também / eu.
Mayara: já que todo mundo vai, eu também vou.

     Fomos tomar banho e depois saímos feito umas loucas tentando achar o refeitório. Depois de perguntar para várias pessoas, o zelador, e quem mais aparecia pela frente, algumas pequenas discussões, finalmente achamos o bendito refeitório, era enorme, tinha a parte de baixo e uma escadaria dupla que dava acesso a parte superior onde havia mais mesas. Tínhamos 99% de chance de não achar uma mesa vazia. Todos tomavam café- da-manhã ao som de Give Your Heart Break. O som vinha de algumas caixas de som que estavam espalhadas e camufladas por todo o refeitório.
     Estávamos perto da bancada onde tinha o café-da-manhã, cada uma pegou sua bandeja e nos servimos. Nos encontrávamos as sete paradas e olhando a multidão, tentando achar, uma mesa vazia.

Monikah: olha alí, tem uma vazia perto daqueles garotos.

...Continua

-Autora-
Oi mesninas, eu estou muito, muito, muito feliz mesmo que vocês estão gostando da IB, muito obrigada pelos elogios. Espero que tenham gostado desse capítulo.

Gente, queria aproveitar a ideia da Luana de fazer a sinopse com fotos das Beliebers, porém todas tem que me enviar suas fotos, então vamos fazer uma votação, quem aceita uma sinopse com fotos das Beliebers coloca no final do comentário {~me Gusta sinopse} e quem não aceita coloca {~no me Gusta sinopse} ok?

Queria falar com vocês também sobre os comentários, eu disse que quem não comentasse não estaria na IB, então eu pensei direito e percebi que aquelas semanas tinha algumas Beliebers fazendo provas e tal e ficava difícil de ler, sei bem como é, então todas ainda estão na IB, porém a partir de agora se a Belieber deixa 3 capítulos seguidos sem comentar ela vai sair, sinto muito mais tem que ser assim, não posso fazer uma IB com você se você não lê.

Monikah: Obrigada :3
Bom, quem vai ficar com o Justin vocês só vão saber futuramente Muáhahaha sou mal u_u vou dá uma dica, não vai ser nenhuma Belieber que estuda no colégio, apenas isso, bjo;

Paula: obrigada amr :))

Luana: Bem que eu queria, mais tem algumas Beliebers que não querem mostrar o rosto, por isso vai ter a votação.

Mayara: Que bom girl ;)

NÃO ESQUEÇAM DE COLOCAR ~ME GUSTA SINOPSE OU ~NO ME GUSTA SINOPSE bjos e tchau ;D

Avalanna//Cait




Oi meninas, bom como todas nós estou muito triste por causa do ocorrido com a Avalanna. Justin está muito triste e isso é o que me deixa ainda mais triste, principalmente depois daquele tuíte e daquela foto em que ele chora. Não vamos ficar com pensamentos negativos, ela foi para um lugar melhor, Deus quis assim, foi a vontade dele e ele sabe o que faz.

Vamos mudar de assunto para melhorar o astral. Vocês viram a foto que a Cait pulblicou no Instagram dela? OMB, achei tão fofo.

Legenda da foto: "Parecemos tão jovens, eramos bebês hahaha"


Foto: A Cait postou no Instagram hoje á tarde com a legenda: "Parecemos tão jovens, eramos bebês hahaha"
~le Tay

Criminal cap. 12


ATENÇÃO!
O PRÓXIMO CAPÍTULO DE CRIMINAL VAI SER HOT ;D

...

Sebas: mais e aí, conta, ela é daquelas selvagens ou é do time das quietinhas?
Jason: pra quê você quer saber? dorme com ela e descobre.
Sebas: quem sabe né.
Jason: cala essa boca, idiota.
Sebas: aposto que ela é das selvagens.
Jason: vai tomar no cú, Sebastian! Para de falar besteira, vou dormir pra não acordar de madrugada cansado e é bom você ir também.
Sebas: tá tá, só vou assistir um pouco do 2º tempo.
Jason: já arrumou tua mochila? você sabe né, só o necessário.
Sebas: ainda não, vou levar menos coisas do que da outra vez, senão não vai ter lugar pro dinheiro
Jason: como se fosse muito -funguei.
Sebas: e você? já arrumou a sua?
Jason: não.
Sebas: e porque tá enchendo meu saco?
Jason: por que você é lerdo.
Sebas: tá bom, vou arrumar essa merda.
Jason: joga aí o resto do dinheiro na sua mochila, com cuidado, ninguém não pode nem sentir o cheiro.
Sebas: ta bom, ei a gente não vai falar nada pras meninas mesmo?
Jason: eu já disse que não!
Sebas: pensei que você mudaria de idéia.
Jason: já terminei, vou dormir, não demora muito aí.
Sebas: já tô terminando.

No dia seguinte...


Jason: acorda Sebastian!

Sebas: quê?
Jason: acorda PORRA!
Sebas: tá bom caralho!
Jason: vamo logo.
Sebas: só vou banhar e pronto.

     Sebastian foi tomar banho, enquanto isso fui fechar a conta do quarto na recepção. Depois pegamos nossas coisas e fomos pra garagem. Jogamos as mochilas no banco traseiro e fomos embora.

Já estávamos longe de L.A. quando ouvimos o som de sirene.

Sebas: o que é isso?

xXxXx: meu Deus! é a policia!
Olhamos assustados para trás.
Jason: EMMA?
Sebas: Milla?
Emma&Milla: érr, oi.
Jason: o que vocês estão fazendo aqui?
Milla: a gente não ia deixar vocês irem embora sozinhos né.
Emma: então a gente se escondeu no porta malas do carro.
Jason: vocês não podem ir com a gente, é perigoso.
Emma: já estamos aqui.
Milla: é, vocês não podem fazer mais nada.
Emma: só se jogarem a gente pra fora com o carro em movimento, ah, olha, era só uma ambulância.
Sebas: e aí, elas vão com a gente?
Jason: não sei.
Emma: quanto mais você pensa, mais longe ficamos de L.A.
Jason: tá bom, vamos parar alí naquela lanchonete, vocês devem estar com fome.
Milla: com certeza, estamos aqui desde ontem á noite.
Sebas: vocês são loucas.
Jason: não vamos demorar, ok?
Todos: ok.

Jason Off ~ Emma On

     Entramos na lanchonete e nos sentamos numa mesa um pouco afastada de todos, onde a luz estava meio fraca.


Garçonete: o que vocês vão querer?

Sebas: eu só quero uma porção de batatas fritas e uma cerveja.
Milla: um copo de suco de uva e um sanduíche.
Emma: um sanduíche e suco de laranja.
Jason: um copo de café, bem forte.
Garçonete: ok pessoal, já já eu trago os pedidos de vocês -ela saiu..

Jason: o que é isso na sua cabeça?

Emma: gostou? - mexi a cabeça de um lado para o outro movimentando os cachos da peruca preta.
Jason: sei lá, ficou estranho, prefiro você loira.
Emma: também acho, só que é o único jeito de ninguém reconhecer a gente.
Sebas: mesmo com as perucas vocês tem que tomar cuidado.
Milla: claro, tomamos muito cuidado.
Sebas: que bom.
~A garçonete chegou.

Garçonete: prontinho. -colocou tudo na mesa- querem mais alguma coisa?

Todos: não, obrigada.
~ela saiu

Jason: vocês tem certeza que querem ir com a gente? -ele bebeu um pouco de café.

Sebas: vocês sabem que podem correr perigo.
Emma: claro que sabemos, não temos medo do que possa acontecer -mordi meu sanduíche.
Milla: vocês nem imaginam o que a gente já passou.
Jason: o quê?
Emma: nada não, esquece.
Jason: não, nada de esquece, eu quero saber, o que foi que vocês fizeram?
Emma: nada Jason, não foi nada de mais.
Sebas: ei gente, não vamos brigar por causa de besteiras.
Milla: a gente vai pra onde mesmo?
Sebas: ainda não conversamos sobre isso.
Jason: vamos o mais longe possível de Los Angeles -ele bebeu um pouco do café.
Milla: a gente vai viver fugindo, ou vamos parar em algum lugar e ficar um tempo quietos?
Sebas: não vai dá de ficar só em um lugar, é daquele jeito, um tempo aqui, um tempo alí e assim vai.
Emma: e não se esqueçam do dinheiro, nossa grana não vai durar muito tempo, e somos quatro.
Jason: nós já temos uma coisa em mente, depois contamos pra vocês.
Emma: ok, topamos tudo, estamos juntos nessa, não é?
Sebas: isso aí.
Jason: com certeza.
Milla: já terminei, vamos?
Jason: vamos -ele tirou algumas notas do bolso e as colocou sobre a mesa.

 Saímos da lanchonete e fomos pro carro.


Jason: vamos para São Francisco, já tenho um esquema preparado lá.


     Seguimos rumo á São Francisco, Milla e eu dormimos quase a viagem toda, afinal passamos quase a noite toda acordada.

     Chegamos á nosso destino, a primeira coisa que fizemos foi procurar um hotel distante da cidade.

Jason: Emma e Milla, vocês duas vão lá e perguntem pra recepcionista se tem quartos vagos.

Emma&Milla: ok.

     Fomos no hotel, a recepcionista estava atendendo outra pessoa, esperamos um pouco e ela veio nos atender.


Recep.: olá.

Emma: queremos saber se vocês tem quartos vagos?
Recep.: só um minuto... hum.. -ela olhou a tela do computador-, temos sim.
Emma: queremos dois quartos de casal.
Recep.: ok, aqui estão as chaves, os quartos são perto um do outro, boa estádia.
Milla&Emma: obrigada.

 Fomos chamar os meninos.


Emma: -me abaixei e apoiei minha cabeça na porta do carro- vamos, tem quartos.

Jason: ok.

     Esperamos Jason colocar o carro na garagem do hotel, pegamos nossas malas e subimos pros quartos. Jason e eu ficamos em um dos quartos e Milla e Sebastian no outro. Joguei minha bolsa no chão e me joguei na cama, Jason foi até o frigobar e pegou uma cerveja, bebeu um pouco, eu o observava, ele veio até mim, colocou a cerveja no criado mudo e se deitou do meu lado, ele beijou o meu pescoço, me deixando arrepiada.


Jason: você não tá com raiva de mim não é? -achei estranho, ele não é de pedir desculpas, só quando quer alguma coisa-.

Emma: não sei.
Jason: ah não vai, não gosto de brigar com você.
Emma: nem eu, tem coisas sobre você que eu não sei, então porque você precisa saber tudo sobre mim?
Jason: não é isso, eu só fiquei preocupado com você.
Emma: não precisa se preocupar, eu sei me cuidar, se eu quisesse  alguém cuidando de mim não teria fugido de casa.
Jason: se você quer assim -ele se virou em cima de mim-, você quem manda.

Continua...


Beliebers School cap. 3




















Pattie: que bom, vamos, vou mostrar os dormitórios pra vocês, ou a casa de vocês, como preferirem, ok?
Beliebers: ok.

~Monikah

     Ela começou á andar, e nós a seguimos, chegamos num prédio enorme, olhamos para cima, era muito alto, imagine quantas milhões de Beliebers tem aqui? Entramos no prédio, não tinha ninguém pelos corredores, o que é estranho, todas achávamos que ia ter várias Beliebers de um lado pro outro, se divertindo e tal.

Monikah: Sra. Pattie..
Pattie: ah meninas, acho que já somos íntimas o bastante né? me chamem de Pattie.
Beliebers: ok.
Pattie: então, Mona, o que você ia falar mesmo?
Monikah: Mona?
Pattie: não gosta que te chamem assim? mas nos papeis que me deram estava escrito Mona.
Monika: haha não é isso, é que eu não sabia que você sabia, todo mundo me chama assim.

~Tayná

Pattie: que bom, na verdade, eu sei o apelido de todas, todos nós da Beliebers School sabemos os nomes e apelidos de todas, você é a Tayná, a Paula, Luana, Lorrana, Mayara e Lavinea -enquanto falava apontava o dedo para cada uma.-
Tayná: inscrição? mais a gente não fez inscrição, só recebemos os emails.
Pattie: a partir do momento que você clica no botão +follow do twitter do Justin, você automaticamente esta inscrita no Colégio.
Tayná: e as posers e haters? como vocês sabem quem são as trues Beliebers?
Pattie: não existem true Beliebers, as Beliebers já são "true", aquelas que não são "true", são apenas fãs. Agora vocês precisam descansar, esse é o quarto de vocês -ela parou numa porta.- até amanhã, assim que tomarem o café-da-manhã eu passo aqui pra pegar vocês e mostrar o resto de todo o colégio, tchau.
Beliebers: tchau.

~Paula

     Pattie saiu com o resto das meninas para mostrar os outros quartos. Ficamos paradas vendo ela se distanciar, olhamos para uma espécie de placa de vidro que estava ao lado da porta, onde tinha escrito o nome de cada Belieber que ia ficar no quarto, em ordem alfabética, todas nós íamos ficar juntas. Abrimos a porta e entramos, o quarto era enorme e tinha várias camas, uma para cada uma (avá)...
     Andamos por todo o quarto admirando cada canto dele, cada coisa..
As camas estavam cobertas por um edredom que variava a cor de acordo á posição das camas, um era preto com detalhes roxo, outro branco com detalhes roxo, roxo com preto, e mais três do mesmo modo, todas elas tinham no centro, o brasão do colégio.


~Luana

Mayara: que lindo! -sobre o criado-mudo de cada uma havia um buquê de rosas.
Luana: é mais que perfeito.
Paula: vocês já viram o closet? -ela abriu a porta e entrou.- é enorme!
Lavinea: gente, olha o banheiro, tem banheira e tudo -haviam três banheiras e três chuveiros.
Monikah: a vista é linda, -ela estava olhando pela enorme janela de vidro- Dá pra vê todo o colégio, os dormitórios.
Tayná: olha isso -ela pegou um cartão que estava dentro da gaveta do criado-mudo- tem o meu nome.
Beliebers: -todas abriram suas gavetas.- no meu também.
Mayara: é um cartão de crédito.
Monikah: avá
Mayara: ah, poderia ser outro tipo de cartão.
Tayná: depois a gente pergunta pra Pattie.
Luana: isso, parem de discutir.

~Lorrana

Lorrana: tô morrendo de sono, tchau mundo, vou dormir e só acordar com um beijo do Justin.
Tayná: uuuu, já imaginou se ele vem acordar a gente amanhã cantando As Long as you love me..
Paula: e aí ele vai na cama de cada uma e dá um beijo..
Mayara: aí a gente começa á cantar pelos corredores, junta um monte de Beliebers cantando e dançando com ele..
Monikah: e aí a gente vai pro refeitório e sobe em cima das mesas..
Lavinea: isso tá parecendo glee, kkk
Luana: verdade.
Tayná: como a gente tem a imaginação fértil kkkk
Paula: fazer o quê né, passamos anos imaginando conhecer ele.

~Mayara

-toc toc-

Beliebers: quem é?
xXxXx: é a Andréa, vim trazer um lanchinho pra vocês.
Beliebers: ah tá.
Abrimos a porta e ela entrou sorridente e empurrando um carrinho repleto de pães, bolos, tortas, doces, sucos e etc. Ela andava de um jeito elegante e normal ao mesmo tempo, aparentava ter uns 20 anos.
Andréa: olá meninas, devem estar cansadas.
Mayara: não muito.
Andréa: vim trazer esse lanchinho pra vocês, e dar as boas vindas, sou uma das chefes do colégio.
Luana: que gentil, eu sou a Luana, essa é a Mayara, a Paula, Lavinea, Tayná, Monikah e Lorrana.
Monikah: você costuma sempre trazer o lanche no quarto?

~Lavinea

Lorrana: eu achava que vocês, os chefes de cozinha só ficassem na cozinha, cozinhando.
Paula: a maioria deles tem o nariz em pé.
Andréa: haha, odeio esse tipo de gente, de vez em quando eu trago um lanchinho pessoalmente, pra conhecer as novatas, fiquei sabendo que tinha chegado mais garotas, e que também são brasileiras, então vim correndo.
Luana: omg, você também é brasileira?
Beliebers(em coro): não, coreana.

Continua...

-Autora-
Gostaram de cap? desculpa pela demora, tava em semana de provas :/
Gente, tenho um aviso.
Eu tô pensando o seguinte, eu fiz essa IB e coloquei Beliebers (vocês) aqui, e não vai ter graça se eu não souber se você esta gostando, ou seja, eu só vou saber se você esta lendo e gostando só se você comentar, portanto, quero que vocês comentem, dêem a opnião de vocês, dicas, acrescente mais alguma coisa sobre você, qualquer coisa, porque, me desculpem, mais quem não tiver comentando vai sair da IB. (não custa nada, poxa :)

Beliebers School cap. 2



     Chegamos no aeroporto, nunca tinha visto esse, ele estava deserto, parecia ser exclusivo, apareceu mais alguns carros iguais os meus, e ao mesmo que eu desci outras garotas também desceram e estavam paradas em frente aos carros e olhamos ao mesmo tempo pro tapete que estávamos abaixo dos nossos pés, nos olhamos, sorrimos e corremos para o avião que estava á nossa espera...

~Monikah

     Entramos correndo e nos sentamos, o avião era bem confortável, tinham muitas Beliebers, logo que nos acomodamos em questão de minutos o avião decolou, tinha uma garota do meu lado, ela não parava de sorrir, falar e falar, tudo bem que é o nosso sonho ir pra escola de Beliebers, mais também, por favor né, dá um tempo, quero descansar um pouco pra não chegar lá cansada.
     Do meu lado esquerdo havia um ipod com várias músicas do Justin, e inclusive várias de que eu gostava, ótimo, coloquei os fones de ouvido e me desliguei, tomara que ela se toque e pare de falar.

~Luana

     Me sentei do lado de uma garota, de inicio ela até parecia legal, mais aí eu tentava puxar assunto, pra ver se a gente virava amiga e tal, mais ela nem me deu moral, e colocou os fones de ouvido, bom, tem milhões de Beliebers nesse avião, posso falar com outra.
Me levantei e fui falar com outra Belieber que estava numa poltrona do lado da minha.

Luana: Oi, meu nome é Luana, tudo bem?
Paula: Oi, sou a Paula Christina, mais pode me chamar de Christi.
Luana: ok, tá um tédio né?
Paula: unhun, achei que seria mais animado.


~Tayná

     Pensei que a viagem ia ser a maior bagunça, mais na hora que entrei as meninas pareciam desanimadas, essa viagem precisa de animação. A garota que estava na poltrona ao lado da minha parecia ser legal.

Tayná: oi, qual seu nome?
Lorrana: Lorrana, e o seu?
Tayná: é Tayná, tá afim de animar essa viagem?
Lorrana: é claro, o quê que a gente vai fazer?
Tayná: vem comigo -puxei na mão dela e fomos lá pra frente de todas, tinha uma especie de painel onde comandava o som, liguei e escolhi uma música, coloquei o volume no máximo, Beauty and a Beat.

~Lorrana

     Saímos puxando as outras meninas pra dançar, quando chegou na parte da Nicki, todas gritamos juntas:
-JUSTEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEN!
Estávamos parecendo loucas, elas seguiram a, gente cada uma dançava de um jeito louco e diferente, a música acabou, rimos muito.

Mayara: ei gente, como vocês imaginam o Colégio?
Lavinea: sei lá, vem tanta coisa na minha cabeça.
Paula: é, sempre imagino de várias formas diferentes.
Luana: mais de uma coisa temos certeza, ela deve ter muito roxo kkkkk
Tayná: verdade, sempre que imagino o Colégio, imagino ele com muito roxo.
Lorrana: já imaginou se é diferente de tudo que a gente imaginava?
Monikah: acho que não, se ela é feita para Beliebers, então ela deve ser do jeito que imaginávamos.

~Mayara

     Ficamos conversando toda a viagem, foi tudo muito legal. Quando o avião pousou todas nos entreolhamos, estávamos muito ansiosas, aquele era o nosso sonho, era muito importante para todas. O piloto saiu da cabine, e disse com um sorriso no rosto.

- Chegamos ao destino, espero que tenham aproveitado a viagem.

     Ele apertou um botão que abriu a porta de saída, e todas saímos em fila indiana, depois que descemos e colocamos nossos pés em terra firme (novamente sobre um tapete comprido e roxo), estávamos na área de pouso do colégio (é o que parecia né). Um cara forte, parecia um segurança, nos direcionou até a entrada do colégio...

~Lavinea

... OMB, a entrada do colégio é linda, tinha um painel enorme, bem sofisticado, com o nome Beliebers School e o lado esquerdo o brasão do colégio, tinha uma jardim lindo, em frente ao portão de entrada estava uma mulher, uma mulher que eu conhecia, uma mulher que todas as Beliebers conheciam, nossa sogra. Nos olhamos, e sorrimos, tínhamos que cumprir o nosso pacto feito no avião.

Pattie: Olá meninas -ela segurava uma prancheta e revessava de uma mão para outra.-
Beliebers: Oooi -em coro.-
Pattie: Sejam bem vindas á Escola de Beliebers, a viagem foi boa? espero que sim -ela abraçou uma de cada vez.-
Beliebers: foi ótima ^^
Pattie: que bom, vamos, vou mostrar os dormitórios pra vocês, ou a casa de vocês, como preferirem, ok?
Beliebers: ok. 


Continua...